MacBooks, porque são a preferência do público de desenvolvimento de software?

Imagem ilustrativa

Eu sempre tive desejo por adquirir um Macbook, nesse pequeno artigo explico minhas experiências como usuário do MacOS à alguns anos.

Porque Macbook e não um Positivo(rsrs)?

Desde que comecei a me envolver com programação eu era fissurado em Macbooks, um dos motivos é que eles são lindos, mas se comparados a nível de hardware são bastante caros em relação a outra marca que oferece até mais recursos, mas então porque a galera da área tem preferência nesses aparelhos?

  1. MacOS é um sistema Unix: isso garante um terminal de comando digno, diferente do Windows;
  2. Desenvolvimento para iOS: só é possível desenvolver para a plataforma móvel da Apple se você tiver um Macbook que consequentemente roda o MacOS e lhe possibilita usar a IDE Xcode;
  3. Moda: isso mesmo, foi um dos motivos que me fez comprar um Macbook na época, eu via outros developers usando e ficava pensando, “não é possível, deve ser bom”, rsrsrs

Esses três motivos foram os que me convenceram na época a comprar um Macbook, não me arrependo, os Macs não são perfeitos, eu trabalho em um desktop com Ubuntu e tenho uma produtividade bem bacana e gosto bastante, mas algumas coisas me agradam bastante no meu Macbook:

  1. Teclado suave: é, eu digito pra por*a, e o teclado do Macbook é muito bom de digitar, ele é bem suave;
  2. Hardware feito para durar: já se passaram 5 anos desde que comprei meu Mac, e fisicamente ele está inteirão, as teclas não desgastaram, apenas alguns arranhões, mas no todo o computador está novo ainda;
  3. Design além do seu tempo: os Macbooks possuem uma beleza estrutural além do seu tempo, eu falo isso porque vejo alguns notebooks lançados hoje que são ridículos fisicamente;
  4. Dificilmente ele esquenta: outra coisa que me agrada é que não fica aquele cooler barulhento na sua perna ou aquele vento quente saindo na sua mão, e raramente ele esquenta, só em dias bastante quentes ou se apoiado na cama por muito tempo;
  5. Touchpad: realmente isso é um grande acerto dos Macbooks, você não precisa de mouse para usar um Mac, a Touchbar é bastante agradável;
  6. Bateria: outro acerto é a bateria, ela dura bastante;

Quebrando mitos

Quem nunca teve um Mac pode ter alguns mitos que foram criados com o tempo, são eles:

  1. Não precisa comprar apps sempre: Um dos tabus mais comuns que eu tinha era que eu teria que comprar todos os apps que eu fosse usar, isso não é verdade, a maioria dos apps que eu uso no meu Mac são free;
  2. Tem aplicativos pirateados: eu achava que somente Windows tinha aplicativos pirateados, mas para MacOS tem também, apesar de não recomendado, fica a seu critério dar uma pesquisada no ThePirateBay;
  3. O MacOS não é tão bom assim: outra coisa que os fãs vivem falando é que o MacOS é um sistema perfeito, isso pra mim é uma grande mentira, o MacOS é um sistema estável, mas tem lá suas dificuldades, o Ubuntu não perde em nada a nível de sistema operacional para desenvolvimento;
  4. 4GB de memória RAM é pouco: talvez não seja um problema único do SO, mas por exemplo, se você tem 4GB e abre o Google Chrome, o Xcode e seu editor, já foi 4GB de memória fácil, a sugestão é fazer um upgrade de memória (isso é possível em algumas versões de Macbooks);
  5. Adaptadores, entradas estranhas: uma coisa que é bastante chato nos Macbooks é a falta de entradas ou a necessidade de ter que usar adaptadores para tudo;
  6. O terminal tem algumas coisas chatas: é, no terminal do MacOS não tem um gerenciador de pacotes como o apt-get do Ubuntu, você terá que usar o Homebrew, e eu acho isso bem chato;

Conclusão

Nesse artigo eu quis passar minha experiência nesses anos usando o Mac, e os pontos positivos e negativos que encontrei, claro que a maior dificuldade de se ter um Macbook no Brasil é o alto preço devido aos impostos, mas, eu certamente compraria outro, não pelo sistema, mas pelo fato do hardware ser muito durável, isso me garante ter um computador que vai ficar comigo pelo menos 5 anos.

E você, tá afim de um Macbook? Já tem? Compartilhe sua experiência comigo nos comentários!